Videogame e TDAH: porque o deficit de atenção não atrapalha nos jogos?

Crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) tem dificuldade de se manter concentradas em uma única atividade. Essa incapacidade é muito evidente durante as aulas ou nas lições de casa; a criança com TDAH logo se distrai e perde o foco. Entretanto, essa dificuldade de concentração não é tão aparente quando o menino ou a menina com TDAH está jogando videogame.
A pergunta que muitos pais se fazer é “por que a desatenção do meu filho ou filha é tão seletiva?”. Por que para as atividades que lhe interessam e dão prazer sua capacidade de atenção parece normal?

Para responder a esse questionamento fiz um vídeo explicando os diferentes tipo de atenção:

 

Dois tipos de atenção: bottom-up e top-down

A atenção não é uma função simples do cérebro. Na verdade, do ponto de vista fisiológico, o sistema nervoso desempenha várias funções que, em conjunto, respondem pelas capacidades atencionais.

Dentre as várias classificações da atenção, interessa-nos aqui a atenção do tipo bottom-up e do tipo top-down.

Crianças dom TDAH tem mais dificuldade na atenção do tipo top-down e menos dificuldade na atenção do tipo  bottom-up.

 

Atenção bottom-up

A atenção tipo bottom-up, literalmente de baixo para cima, é a atenção espontânea que acontece quando percebemos um movimento ou som ao nosso redor. Essa atenção é instintiva e serve para detectar alterações súbitas no meio ambiente.

Essa atenção é relativamente preservada em quem tem TDAH. Na verdade, ela é responsável pela distração que as crianças experimentam quando deveriam estar concentradas e alguém faz um barulho na classe.

Atenção top-down

A atenção tipo top-down, em português “de cima para baixo”, é a atenção que exige um esforço de concentração. É necessário gastar energia para manter o foco em um objeto parado, principalmente quando esse objeto não é tão interessante para nós. Quando utilizamos a atenção concentrada do tipo top-down, somos capazes de resistir às distrações do meio.

Como se pode notar, a atenção top-downbottom-up competem entre si. Para que a atenção do esforço (top-down) seja efetiva, é necessário desligar a atenção espotânea (bottom-up). Crianças com TDAH – Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade têm dificuldade de manter a atenção tipo top-down por tempo prolongado e depois de alguns minutos de esforço, começam a se distrair com os estímulos do entorno.

Videogame usa atenção bottom-up

Os videogames usam, na maior parte do tempo, a atenção espontânea. Isso acontece porque as cenas são trocadas muito rapidamente, com novas imagens e sons diferentes surgindo a cada segundo. Dessa maneira, não dá tempo para que uma imagem se torne rotina e, portanto, não requer a atenção tipo top-down para manter a concentração. Jogar videogame é como estar em um parque de diversões com estímulos constantes e emoções à flor da pele.

Obviamente a escola não consegue gerar esse tipo de interesse espontâneo o tempo todo e nem deveria tentar fazê-lo. Entre outras coisas, as crianças vão para a escola para desenvolver suas capacidades cognitivas, incluindo entre elas o domínio da atenção e da concentração. Para as crianças com TDAH é aconselhável que os professores as estimulem com mais frequencia, chamando-as para participar mais ativamente de modo a despertar e manter seu interesse.

 

Roger Taussig Soares
Neurologista – São Paulo
crm 69239

 

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2019 Roger Soares
Sending
User Review
0 (0 votes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *