A enxaqueca é uma das dores de cabeça mais comuns. Acomete mais de 10% da população e é considerada pela Organização Mundial de Saúde como a 19ª doença no ranking de patologias incapacitantes. Até a puberdade, meninos e meninas são igualmente acometidos, mas depois da primeira menstruação, os fatores hormonais aumentam o risco de enxaqueca entre as mulheres que passam a ser as mais afetadas. Uma coisa importante a saber é que a enxaqueca ou migrânea é uma dor que acontece na forma de crises que duram de 4 a 72 horas e que podem se repetir algumas vezes no mês. Todavia, quando a dor passa a ser mais freqüente, o diagnóstico deve ser modificado para Migrânea Crônica e o tratamento segue uma orientação diferente.

Leia Mais

A enxaqueca ou migrânea é um dos mais de vinte tipos de cefaléias primárias, conforme a classificação da Sociedade Internacional de Cefaléia, revisada em 2004. As dores de cabeça, ou cefaléias, primárias são aquelas em que o único problema é a própria dor de cabeça. Isso significa que não são decorrentes de lesões anatômicas do cérebro(como tumores, aneurismas, sangramentos) ou das estruturas a ele relacionadas, tais como vasos, meninges, líquor etc. Contudo, as cefaléias primárias merecem atenção médica por comprometerem a qualidade de vida de seus portadores.

Leia Mais

A dor de cabeça causada pela tensão emocional é a cefaléia mais frequente que existe e ao longo da vida 8 em 10 pessoas terão cefaléia tipo tensional em algum momento. Ela é diferente da enxaqueca e não dever ser confundida porque os tratamentos indicados são distintos.

Leia Mais
Back to top