Quais são os sintomas do Déficit de Atenção e Hiperatividade?

Os sintomas do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade são descritos no Manual Diagnóstico Estatístico de Transtornos Mentais na sua quinta edição na forma de duas listas: uma com os sintomas de desatenção e outra com os sintomas de hiperatividade e impulsividade.

Quando se fala em TDAH, as pessoas pensam principalmente na hiperatividade. Entretanto, são 3 os sintomas centrais: a desataenção, a hiperatividade e a impulsividade.

A desatenção é uma dificuldade de focar a atenção em coisa que não são naturalmente estimulantes. Isso significa que um cachorro que late no portão vai chamar a atenção de uma criança com TDAH do mesmo modo que uma criança sem problemas de atenção. Também os videogames são bastante excitantes e deixam as crianças e adolescentes extremamente focados. Todavia, manter a concentração em uma aula ou numa paisagem monótona requer um esforço voluntário contínuo que uma pessoa com TDAH não consegue sustentar. Além disso, a desatenção em pessoas com Déficit de Atenção também se manifesta como uma facilidade de distração. Coisas que acontecem ao largo da tarefa principal, como barulhos dos colegas na sala de aula ou um passarinho na janela absorvem rapidamente a atenção, desviando o foco da explicação do professor.

A hiperatividade se caracteriza por uma inquietação que pode ser física, mental, vocal ou tudo junto! Pessoas com TDAH não conseguem ficar muito tempo paradas ou fazendo a mesma coisa. Participar de uma atividade de lazer feita de forma calma, como jogar um jogo de tabuleiro ou de cartas, gera uma ansiedade grande porque a criança quer se movimentar. Enquanto estão assistindo à TV, mudam constantemente de posição. Tenho alguns pacientinhos que se deitam até nos apoios de braços do sofá. Quando chegam na puberdade, a inquietação motora tende a diminuir, mas a vocal e mental podem permanecer. Isso se reflete no comportamento social, no qual o menino parece querer ser o centro das atenções e fala sem parar. Também pode causar dificuldade na hora de dormir, porque o adolescente não consegue dar um basta á atividade mental e relaxar para poder pegar no sono.

A impulsividade é uma manifestação de disfunção executiva, em que as etapas de planejamento e avaliação de consequencia ficam prejudicadas. A pessoa vai direto para a ação a partir do primeiro impulso de vontade, sem pesar os riscos ou os efeitos de sua atitude. Isso pode deixar as pessoas com TDAH mais sujeitas a acidentes durante brincadeiras, a colisões com automóveis e até a gestações não planejadas. Com uma certa frequencia, a criança com TDAH não consegue se colocar no lugar do outro e não sabe avaliar o impacto que suas palavras ou ações têm sobre o sentimento de seus amigos. Isso também é um sintoma de impulsividade e dificuldade de cognição social.

Vejamos a lista de sintomas a serem pesquisados pelos profissional de saúde, de acordo com o DSM V. 

1. DESATENÇÃO:

a) Muitas vezes, deixa de prestar atenção a detalhes ou comete erros por descuido na escola, no trabalho ou durante outras atividades.

b) Muitas vezes tem dificuldade em manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas (por exemplo, tem dificuldade em permanecer focado durante as palestras, conversas ou leitura longa).

c) Muitas vezes parece não escutar quando lhe dirigem a palavra (por exemplo, a mente parece divagar, mesmo na ausência de qualquer distração óbvia).

d) Muitas vezes, não segue instruções e não termina tarefas domésticas, escolares ou no local de trabalho (por exemplo, começa tarefas, mas rapidamente perde o foco e é facilmente desviado).

e) Muitas vezes tem dificuldade para organizar tarefas e atividades (por exemplo, dificuldade no gerenciamento de tarefas sequenciais, dificuldade em manter os materiais e os pertences em ordem, é desorganizado no trabalho, tem má administração do tempo, não cumpre prazos).

f) Muitas vezes, evita, não gosta, ou está relutante em envolver-se em tarefas que exijam esforço mental constante (por exemplo, trabalhos escolares ou trabalhos de casa ou para os adolescentes mais velhos e adultos: elaboração de relatórios, preenchimento de formulários, etc).

g) Muitas vezes perde coisas necessárias para tarefas ou atividades (por exemplo, materiais escolares, lápis, livros, ferramentas, carteiras, chaves, documentos, óculos, telefones móveis).

h) É facilmente distraído por estímulos externos.

i) É muitas vezes esquecido em atividades diárias (por exemplo, fazer tarefas escolares, adolescentes e adultos mais velhos: retornar chamadas, pagar contas, manter compromissos).

2. HIPERATIVIDADE-IMPULSIVIDADE:

a) Freqüentemente agita as mãos ou os pés ou se remexe na cadeira.

b) Muitas vezes levanta-se ou sai do lugar em situações que se espera que fique sentado (por exemplo, deixa o seu lugar na sala de aula, no escritório ou outro local de trabalho, ou em outras situações que exigem que se permaneça no local).

c) Muitas vezes, corre ou escala em situações em que isso é inadequado (Em adolescentes ou adultos, esse sintoma pode ser limitado a sentir-se inquieto).

d) Muitas vezes, é incapaz de jogar ou participar em atividades de lazer calmamente.

e) Não pára ou freqüentemente está a “mil por hora” (por exemplo, não é capaz de permanecer ou fica desconfortável em situações de tempo prolongado, como em restaurantes e reuniões).

f) Muitas vezes fala em excesso.

g) Muitas vezes deixa escapar uma resposta antes da pergunta ser concluída (por exemplo, completa frases das pessoas; não pode esperar por sua vez nas conversas).

h) Muitas vezes tem dificuldade em esperar a sua vez (por exemplo, esperar em fila).

i) Muitas vezes, interrompe ou se intromete os outros (por exemplo, intromete-se em conversas, jogos ou atividades, começa a usar as coisas dos outros sem pedir ou receber permissão).

Back to top